segunda-feira, 20 de junho de 2011

"A Ávore da Vida"

Conhecem aquela sensação de estar prestes a rebentar a rir exactamente porque não podem rir?
Estilo: na sala de aula, em que é suposto estarem em silêncio e ouvem uma piada, que não teria assim tanta piada se escutada em outro ambiente, mas ali, porque não se pode rir quase explodem para não soltar um som que seja. Ou então, aquele fenomeno que acontece nos funerais, em que as pessoas não devem rir, mas por isso mesmo têm ataques de riso incontroláveis.

Pois é, é o que acontece com este filme. Nunca pensei ter tanta vontade de rir com um filme dramático. Muito menos pensei ouvir "uma sala de cinema a rir" por essa mesma razão!
É dos filmes mais nonsense que eu já vi.


Mais ou menos a meio, quando pensarem que "é agora, agora é que isto vai começar a fazer render os 5,51€ que eu paguei pela entrada", esqueçam! Rapidamente descamba e voltam a assistir a mais do mesmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário