segunda-feira, 4 de julho de 2011

E àqueles que se julgam maus


(...) "Contudo não se precipitem a julgar os outros. Procurem antes evitar juízos, porque os "errados" de outras pessoas foram os vosso "certos" de ontem; os erros de outra pessoa são as vossas acções passadas, agora corrigidas; as escolhas e decisões de outra pessoa são tão "agressivas", "nocivas", "egoístas" e "imperdoáveis" como foram tantas das vossas.
É quando "não conseguem imaginar" como outra pessoa pôde "fazer uma coisa dessas" que se esquecem donde vieram, e para onde vão, tal como a outra pessoa.
E àqueles que se julgam maus, que pensam ser indignos e irredimíveis, Eu vos digo: Não há nenhum entre vós que esteja perdido para sempre, nem nunca haverá. Pois estão todos, todos, no processo de se transformarem. Estão todos, todos, a passar pela experiência da evolução.
É isso que Eu estou a fazer.
Através de vós."

- "Conversas com Deus" - Livro 3
- Neale Walsch



É genial perceberemos que tudo em que acreditamos, pode estar escrito num só livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário