domingo, 4 de março de 2012

Pro'qeu estava guardada

Fiquei doente na quinta-feira passada e por isso estive de cama, desde então até ontem!
Sob pena de ficar maluca no meio de mantas, lenços de papel, ranho e comprimidos, liguei a TV.
Estava a dar um daqueles programas da manhã (não importa qual, porque são todos iguais), que agora tem a participação da Maya!
Desta vez ela não está lá para criticar ninguém, mas sim para dar consultas de astrologia (ou lá como se diz!). Os telespectadores ligam para o programa e a Maya pois que bota as cartas e responde às perguntas que lhe colocam.
Assim que percebi que era isso nem queria acreditar. Há de tudo, desde: "o meu marido não fala comigo, veja lá ai nas cartas se ele tem outra!" ou "o meu marido trabalha fora e eu queria que ele estivesse mais perto de mim, será que ele faz isso porque não me ama?!", e ainda "a minha filha é casada com um cáfágeste! e eu dava o cú para os ver separados, acha que há possibilidade?". Enfim, pérolas atrás de pérolas.

Como se isto não bastasse a Maya faz papel não só de astróloga mas também de descompensada má!
Discute com os telespectadores em jeito de ralhete e resolve os dilemas das pessoas com frase do estilo: "não invente minha senhora!" ou "desligue a chamada e vá ver o que eu acabei de dizer porque eu não vou repetir".

Uma senhora ligou para a sô-dona-Maya para saber se o relacionamento da filha com parceiro era para durar, uma vez que não o aprovava. Dizia ela que eles discutiam muito e que ele não era homem para ela!
Ao que a Maya respondeu, lendo nas suas cartas, que aquele romance era para durar e que a senhora que tirasse o cavalinho da chuva: "oh minha 'crida a vida é mesmo assim, se as pessoas só casassem com a pessoa certa quem é que casava? Ninguém casava!"

Ou seja, não importa se o casal se dá bem ou se é compatível, a senhora estava era a ser picuinhas! e toda a gente sabe que a ser assim, nem a filha nem ninguém se casava.

Ainda ponderei estar com alucinações por causa da febre, mas não, ao que parece isto acontece todas as manhãs.

Enfim, TV portuguesa no seu melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário