terça-feira, 18 de setembro de 2012

Fast Food

Eu era cliente assídua do McDonalds e há cerca de dois anos atrás, estive quase um ano sem entrar num. Muito por causa de alguns documentários e artigos sobre a forma como obtinham a carne e como criavam os animais que depois viram hambúrgueres.

Depois desse tempo, voltei a comer nesses restaurantes. Não sei, talvez tenha passado tanto tempo que eu “esqueci” tudo o que tinha visto e lido sobre o assunto. Enfim, rendi-me porque é mais fácil e voltei a comer os hambúrgueres.

Deve estar prestes a fazer novamente um ano que eu não entro num desses restaurantes. Às vezes dou por mim a falar disto como se estivesse a falar de uma droga, e apercebo-me que há características semelhantes.
Eu  lembro-me que antigamente, depois de pensar na hipótese de ir comer um hambúrguer ao MD eu não conseguia mais voltar atrás. Eu tinha que saciar aquela vontade o mais rápido possível. E eu sabia que podia comer qualquer outra coisa (algo que até gostasse bastante) que o meu desejo por aquele hambúrguer não ia desaparecer! Aliás, ainda hoje só com o cheiro eu começo a salivar!
Isto fez-me pensar que provavelmente a maioria das pessoas não tem noção do quão viciante pode ser o fast food e esta cadeia em particular.

Embora algumas entidades o façam, não vou realmente comparar isto com outro tipo de drogas. Nunca vi ninguém vender as pratas lá de casa para passar a comprar hambúrgueres todos os dias! Mas acredito que haja qualquer coisa que nos faz ficar “agarrados” àquilo sem que tenhamos muito bem consciência disso.
As pessoas tiram um prazer muito grande dos fast food e isso desencadeia algo no corpo que nos faz querer repetir, bastado que para isso nos coloquem à frente uma imagem do “M” amarelo!


Sei que há matérias e livros sobre este assunto que ainda não tive oportunidade de ler, mas ando há algum tempo com curiosidade.

Já sentiram o mesmo?

5 comentários:

  1. Muito sinceramente (e felizmente) já não me lembro da última vez que frequentei um MaDonald's, sei que já ronda os dois anos. E a verdade é que não sinto falta nenhuma. Para além do mal que faz, e todos temos consciência disso, a comida sabia-me toda ao mesmo e saía de lá com uma sensação de farto e enjoado. Hoje o cheiro dessa comida não me atrai minimamente, bem pelo contrario, lembra-me do quão mau aquilo é e acabo por nunca resistir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo, e ainda bem que assim é contigo. Mas no meu caso eu não me lembro de ficar com essa sensação má!

      Eliminar
  2. Curioso a foto poderá estar associada ao texto... o açúcar nos alimentos :)
    Viciante!
    Só lá comi duas vezes talvez em 1997...o cheiro, tou tipo o C.Cruz, nem posso senti-lo :)
    Larga mas é as drogas, se não ainda me levas à falência :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A foto está associada ao texto. Óbvio!!
      Pois, a mim o cheiro atrai-me e faz-me crescer água na boca. Terrivel!

      Eliminar
  3. eu não como hamburguers mas McD, regra geral, não é muito saudável. Mas eu sou perdida pelas batatas, pelo sunday de frutos vermelhos e pelos muffins de maçã canela.. são uma delicia!! *

    ResponderEliminar